EQUIPA

Escrever

Leonor Tenreiro

Formada em Ciências da Comunicação, foi guionista, jornalista e assistente editorial. Orienta oficinas de Escrita Criativa para crianças, adultos e famílias, em escolas, bibliotecas, livrarias e equipamentos culturais. É animadora do MUS-E. Escreveu O Homem Que Ia contra as Portas, com ilustração premiada pelo Festival AmadoraBD, e Porque Chora o Rei?, em co-autoria com Pedro da Silva Martins.

Rever

Inês Hugon

Editora e copy-editor, lançou as primeiras coleções de manuais escolares do Pré-Escolar e 1.º Ciclo da Texto Editores (hoje Leya) e cofundou as Edições Tinta-da-China. É responsável pelas oficinas de Revisão e pela coordenação da Fábrica de Histórias em diversas escolas.

Ilustrar

Marina Palácio

Nasceu em Lisboa em 1971. Ilustradora, autora de banda desenhada, realizadora de cinema de animação e arte-educadora. Tem criado e orientado Oficinas de Leitura e Criatividade – Educação pelo Livro, Arte e Natureza para crianças e para adultos. Finalizou uma nova curta-metragem de animação Raquel Silvestre, a Pastora com o objetivo de contribuir para a conservação do lobo ibérico e do seu habitat em Portugal.

Ilustrar

Rachel Caiano

Artista plástica e ilustradora. Com formação em artes de palco e arquitetura, tem vindo a desenvolver projetos nas áreas da pintura, teatro e ilustração. Recebeu o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância 2014 como livro “Pequeno Livro das Coisas”, livro que foi também finalista do Prémio SPA 2013. Recebeu o Prémio Jovens Criadores 2007 na área da ilustração. Ilustrou livros de diferentes géneros literários editados em diversos países e colabora com várias revistas e outras publicações.

Narrar

Bruno Batista

Licenciado em animação sociocultural. Detentor de formação específica é também narrador, ator e formador/professor no ensino público. Como contador tem percorrido o país em festivais, escolas, bibliotecas e feiras do livro. Colaborou com a Fundação do Gil como formador e narrador em Hospitais. No teatro, começou em Lagoa na Ideias do Levante onde participou numa dezena de produções. Seguiu-se Lisboa, no Teatro da Trindade onde entrou em quatro produções. Os seus últimos projetos são na Rituais Dell Arte como ator nos Musicais “Bela Adormecida” e “Cinderela”.

Dramatizar

Claudio Hochman

Nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 1958. Cria e dirige a Companhia Caleidoscópio. Trabalha com a Companhia Seiva Trupe. Encena regularmente em Espanha trabalhos das companhias Teloncillo Teatro e Eureka. Recebeu vários prémios, sendo o último do Concurso Nacional de Teatro pela peça Macbeth com produção do Teatro de Carnide. Dá cursos em de interpretação, encenação, teatro de objectos e criatividade em Portugal, Argentina, Espanha e México.

Animar

Eduardo Amaro

Mestre em Realização Cinematográfica, dedica-se à formação de cinema, fotografia, vídeo, cinema de animação e sonoplastia. É formador certificado e também desenvolve um trabalho de reinserção social através da multimédia.

 

Paginar

Carlota Flieg

Designer, ilustradora e artista plástica, concebe graficamente diferentes projetos em suportes variados desde o formato vídeo e cinema de animação à ilustração de livros. Colabora como designer gráfica com diversas editoras infantis. É uma das idealizadoras do projeto de vídeos-books Contalá.

Coordenação

Rui Andrade

Psicólogo social, mestre em Comportamento Organizacional. Gestor de RH e responsável de formação. Promotor da leitura e das artes. Co-autor da Fábrica de Histórias.

Coordenação

Raquel Salgueiro

Livreira. Responsável pela seleção de recursos e catálogo literário da Cabeçudos. Programadora cultural. Motorista de itinerâncias e co-autora da Fábrica de Histórias. Conta histórias e acredita em fadas.

GALERIA

CONTACTE-NOS

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem

Um auditório cheio para a apresentação de um livro – que conta a história, escrita a partir da reflexão criativa e partilhada por mais de uma centena de alunos do 5º ano, que se inspira no lema que anualmente congrega toda a escola -, tem-se revelado como o ponto de chegada entusiástico de um percurso realizado ao longo de todo um ano letivo.

Neste percurso de aprendizagem experiencial, a curiosidade, a criatividade, o esforço, a persistência, a resiliência e o empenho são mobilizados, os alunos são desafiados a refletir, dar ideias, ponderar alternativas e propor soluções, adquirem destrezas, competências, conteúdos e concretiza-se transversalidade de saberes e de expressões. Os alunos aprendem. E emocionam-se.

Margarida Chambel,

Colégio Pedro Arrupe